Juiz Internacional de Tiro Esportivo, completando agora em janeiro, 40 anos de atividade.

Minha foto

Sou uma pessoa de facil relacionamento, tenho facilidade de trabalhar em grupo, sou otimista e gosto de festas.

terça-feira, 2 de maio de 2017

Durval Balen é eleito com unanimidade para novo mandato na presidência da CBTE



Foi realizada ontem, 25 de abril, a Assembleia Geral da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo que visava a apresentação e apreciação dos relatórios administrativos, técnicos e financeiros da atual gestão, a análise do parecer do Conselho Fiscal e aprovação do orçamento para 2017. Tudo correu com tranquilidade com a presença de 18 representantes das federações filiadas.

O momento mais esperado na reunião era o item V do Edital de Convocação que visava a eleição do Presidente, Vice-Presidentes e Conselho Fiscal para o quadriênio 2017-2021. Durval Balen, por entender que era um momento de transição e querendo deixar os membros da Assembleia para votar com tranquilidade, cedeu a Presidência da AGO para o seu Vice, James Lowry.

Feito os trâmites necessários para início da votação na chapa única "Durva Balen", que havia recebido a indicação de 20 das 22 federações para este pleito, aconteceu algo inusitado no Tiro Esportivo, as 2 federações que não haviam apresentado sua indicação à chapa, o fizeram verbalmente perante todos os presentes, ocorrendo então por aclamação a escolha de Durval Luz Balen para mais quatro anos no comando da CBTE, juntamente com os Vice-presidentes Jodson Gomes Edington Junior, da Bahia e Amilcar Silva Junior, do Mato Grosso do Sul, além dos membros para o Conselho Fiscal: Marco Helder Christoni, Alcimir Vilela, Antonio Soares Portugal Junior, José de Anchieta Jeronimo, José Augusto dos Reis e Helmo Carlos Franz.

Finalizada a reunião com a escolha dos presidentes de federação Wissam Elias Maalouf (MA), Francisco José Xavier de Albuquerque (CE) e Marcos Geraldo Rieck (RS) para compor a Comissão de Fiscalização Interna de apoio do Conselho Fiscal, ficou claro que o consenso e a visão de futuro pairavam no ar, como a muito não se via na entidade, através da união inédita de todas as federações em um só coro, em um só sentimento de que há muito a ser feito, mas que a estrada estará serena com a união de todos.

por: CBTE


Postado por Thom Erik Syrdahl
Fonte - Site da CBTE
Postar um comentário